Bolsa D. Manuel de Mello para investigadora do Porto

Bolsa D. Manuel de Mello

A Fundação Amélia de Mello, em parceria com a José de Mello Saúde distinguiu Inês Correia de Sá, investigadora da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, pelo seu trabalho sobre o processo de cicatrização da pele.
“O principal objectivo do estudo foi analisar o processo de cicatrização da pele nas situações de lesão, nomeadamente nos doentes submetidos a cirurgia ou vítimas de queimaduras extensas, de forma a encontrar um tratamento”, explica Inês Bastos Correia Sá.
E acrescenta: “O que se verificou é que esse processo de cicatrização pode tornar-se descontrolado culminando com a formação de cicatrizes aberrantes para as quais não há nenhum tratamento eficaz. Descobriu-se ainda que o sistema endocanabinóide, cujos mediadores são quimicamente semelhantes aos encontrados na planta de Cannabis, pode vir a constituir novos medicamentos para o tratamento destas cicatrizes aberrantes”.
Com o valor de 12.500 euros, a Bolsa D. Manuel de Mello é atribuída anualmente com o objectivo de contribuir para o avanço das Ciências da Saúde e destina-se a premiar jovens médicos, até aos 35 anos, que desenvolvam projectos de investigação clínica, individualmente ou integrados em equipas, no âmbito das Unidades de Investigação e Desenvolvimento das Faculdades de Medicina portuguesas.

12-07-2012